Total Supernovas no Multiverso

domingo, 16 de maio de 2010

Ao Longo da Estrada - 2



Nesse momento, enquanto você dorme, és incapaz de imaginar e sentir o quanto tua falta e a saudade que sinto de ti me atormentam. Gostaria de agora, poder estar ao teu lado e com um leve sussurro confessar tudo aquilo que sinto para que nunca mais o sereno da madrugada umedeça meus olhos.
Eu acredito que você entenda tudo aquilo que há entre nós, todo o silêncio que nos denuncia sobre todo o amor que queima em nossos corações, tudo aquilo que nos faz seguir em frente dividindo nossas vidas ao meio.
Quando estou assim, desarmado de minhas certezas costumo vir aqui nesse caminho de outono que me leva até você. Tua existência é como um farol que me guia nas trevas da noite mais densa, mas longe assim de ti só o que tenho é a solidão que me conforta e me lembra de que a mim você não pertence.
Será que agora, enquanto penso em ti, no frio dessa madrugada sobre o brilho dessas estrelas ele está do seu lado? Gostaria de saber o quanto ele te faz feliz, não para poder competir com o que há entre vocês, mas para me consolar de que eu estou no caminho errado e que devo desistir dessa loucura.
Cinco por cento. É o quanto tenho de você em minha vida, nos meus sonhos, em minhas lembranças turvas onde sua face desaparece antes que eu possa te congelar para que como um quadro tu ilumines minha vida até o fim.
Apenas uma única lembrança.
Um único beijo...
Sua voz, teu cheiro, todas as horas de todos os dias que passo ao teu lado me desesperam, pois sei que o tempo está passando e que logo essa estrada ira se dividir e talvez para longe você possa ir.
  Eu daria tudo, trocaria toda a felicidade prometida por uma única noite junto ti. Sentindo o calor do teu abraço, o doce toque de tuas mãos, o calor de seus lábios me dizendo que não há o que temer, pois estamos juntos e nem mesmo o destino que nos separou é capaz de nos afastar novamente.
Estou preso nesse vórtice de sentimentos confusos, perdido sem radar, sem saber para qual direção seguir, apenas desejando o cada minuto ouvir sua voz no silêncio de todas as noites solitárias onde espero alguém que nunca virá.
Espero que você saiba o que está fazendo com seu coração, pois acredito que o que sentes seja tão real para ti quanto és para mim. Não tenho medo de te amar mais do que já te amo, apenas tenho medo de nunca poder mostrar a ti tudo aquilo que existe em mim e que só a você pertence.
E se eu desistisse da eternidade por você? Assim como um anjo que despenca do céu por uma vida mortal ao lado de seu grande amor? Loucura não é?  Eu sei. Sei que sou capaz de isso e muito mais por ti, mas e teu coração? Será que ele nunca será assombrado por fantasmas de alguém que um dia foi tudo aquilo que mais importou em sua vida?
Tenho medo. Sim, mesmo seres como eu, temem os sentimentos dos mortais. Quando estamos nestas condições estamos à mercê de todas as franquezas inerentes da raça humana, mas mesmo assim eu assumo toda essa dor pelo simples fato de poder ter conhecido o amor que vem de ti.
Você me mostrou isso, talvez você nem perceba o quanto és especial. O quanto tua existência completa o vazio do universo que há em mim. Aproveito como nunca sentir isso que você me proporciona, pois sei qual é o destino que todos estamos fadados lá no fim e prefiro ser sincero comigo mesmo antes que minha falsidade faça de mim o maior infeliz de todos os tempos.
Sou sincero comigo mesmo, por isso digo para que nunca desista de nós, do que você sente em segredo no seu coração. Mesmo que sigamos assim, vivendo nossas vidas separadas, estigmatizados e vítimas de nossos próprios corações. Desculpe por tudo, por ter aparecido assim na sua vida sem pedir permissão e ter roubado seu coração, tua razão, e ter te condenado a passar todos os minutos de sua vida pensando apenas em mim.
Não espero que todo esse desabafo venha a te convencer que sou a pessoa que mais te ama nesse mundo, pois isso tudo aqui é apenas uma parcela de algo que jamais imaginei poder sentir por alguém. Isso não passa de lágrimas traduzidas em palavras de alguém que ao longo da madrugada só sabe pensar em ti e no quanto agora alguém te faz feliz.
Espero um dia poder passar todas as noites sob aquele silêncio profundo que há entre nós quando você me olha, do seu jeito meigo e engraçado de disfarçar quando encara meu olhar. Da maneira desconcertada que ficas quando beijo sua pele sem a menor vergonha de mostrar para todos que sim eu te amo mesmo e não ligo a mínima para o que vocês pensam...
Uma única lembrança.
Um único beijo.
Mesmo longe estou contigo, não se esqueça, em lados separados, pensando em ti, do momento em que acordo ao momento de dormir. Espero que por enquanto ele cuide bem de você, enquanto eu mesmo não posso fazer isso por nós. Espero que ele te de todo o amor e carinho que você merece. Que ele saiba o quanto você merece ser feliz e de todo o amor que você precisa nesse momento, pois quando olho em seus olhos vejo a parte mais profunda de seu coração e não há como você negar nada para mim. Conheço-te melhor que tua própria razão, pois quando você pensar em falar algo teus olhos já me responderam tudo o que precisava, e eles me dizem que você precisa de mim.
Está na hora de partir, meu caminho através dessa folhas de outono me levam para longe de você, mas também preciso repousar e deixar que meus olhos fechem sussurrando para minha alma que tudo vai ficar bem. Saiba que nunca vou desistir de nós, mesmo que o mundo desabe sobre mim e que toda a dor venha a me despedaçar eu ainda seguirei em frente por ti.
Pois teu amor me fortalece.
Até logo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário