Total Supernovas no Multiverso

sábado, 22 de maio de 2010

Helm Castelo Cinzento - 4/12



Áquila, 5 de Abril de 1380.

Helm encarou o dragão dourado a sua frente e sorriu ao ver a expressão de espanto nos olhos do ser colossal, pois poucos seres do planeta Hakis eram capazes de abalá-los como Helm o fez.
― Agora sabemos a quem a esfera pertence dragão. Ela me chamou aqui, pois é ela quem precisa de mim... ― sugeriu Helm caminhando do alto do altar na direção do dragão dourado sob a entrada do templo em chamas.
― Não é nada disto Helm Castelo Cinzento. Esta esfera é uma Ovolun, um fragmento de meteoro que em contato com alguns tipos de seres pode ter efeitos devastadores. Agora, só a morte pode te libertar! ― retrucou Dourado Implacável com toda sabedoria que parecia possuir.
Helm sorriu maravilhado pela magnitude da presença do ser dourado a sua frente, pois realmente era um inimigo formidável. Da cabeça do gigantesco dragão saiam um par de chifres geminados, lisos e metálicos. Os bigodes em torno da boca lembravam à Helm os filamentos de um peixe-gato. O dragão tinha uma cara curta com espinhas sobre as narinas e seus olhos eram inclinados e muito estreitos revelando toda sagacidade de sua espécie. Suas pupilas pareciam poços de ouro derretido e havia chifres que se projetavam de sua face para os lados.
Helm nunca tinha visto um dragão na vida, mas sabia com toda certeza que o cheiro de açafrão e incenso que provinha do gigantesco réptil alado era um adendo apenas dos dourados. Sua cauda era extremamente longa e suas asas estendiam-se até a ponta da cauda e no momento elas repousavam sobre o dorso do dragão como uma enorme mariposa dourada.
―Então você me conhece? E você está aqui por minha causa ou pela super poderosa Ovolun? ― perguntou Helm olhando intrigado para a forma esfumaçada e cadavérica que seu corpo possuía após a transformação.
O dragão dourado observou o ser sombrio a sua frente e do alto de toda sua experiência sentiu que havia algo diferente não só com a personalidade de Helm, mas também com relação ao poder de sua nova forma.
Era aparente o poder descomunal que crepitava em sua forma.
―Helm, eu só quero ajudá-lo. Durante todo esse tempo fui eu que procurei por você, não estrague tudo agora. Liberte-se da Ovolun, jogue-a para mim. Seu encontro era comigo, não com ela. ― disse o dragão, calmamente esticando uma de suas garras para receber a esfera de cristal.
Helm sabia que o dragão só podia ter sido atraído pelo poder da Ovolun, não havia motivos de o dragão estar a sua procura. Ele deveria estar mentindo, pensou Helm.
― Não ache que sou idiota dragão, sei muito bem que você a deseja tanto quanto eu. Ela me escolheu, pertence a mim e mandarei para o abismo todos aqueles que cruzarem meu caminho. ― declarou Helm fazendo seu corpo crepitar com toda energia negativa que possuía em seu ser e em seguida disparou dezenas de orbes de fogo negro de suas mãos que cortaram o ar como mísseis contra o gigantesco dragão dourado.
Dourado Implacável desviou-se graciosamente dos orbes enquanto aproximava-se ainda mais de Helm.
― Não me insulte meio-elfo. Minha força de vontade esta longe de ser subjugada por esta esfera. O fato é que ela não pertence nem a mim e nem a você. ― esbravejou o dragão dourado disparando em linha reta na direção de Helm com os olhos carregados de fúria golpeando Helm com sua cauda arremessando-o violentamente contra sete pilares do templo que automaticamente se partiram em milhares de pedaços.
Helm gargalhou sarcasticamente do meio dos escombros e com apenas um gesto de seus braços os blocos de concreto ao seu lado foram todos arremessados contra o dragão que revelando um poder ainda maior desintegrou-nos apenas com o olhar.
― Este não é você Helm. Você está possuído pelo espírito da Dark Ovolun. Ela é perigosa demais para você e vai abandoná-lo quando você não lhe for mais útil, não seja idiota, você tem de acreditar em mim. Muitas guerras já foram travadas por conta destas esferas, não queira você iniciar uma agora. ― disse o dragão disparando avassaladoramente sobre Helm perfurando-o com suas garras vez após vez incessantemente.
Helm se tele-transportou moderadamente ferido para longe do dragão e contra-atacou com uma saraivada de orbes de fogo negro que se desmancharam sob as escamas metálicas que protegiam o corpo do dragão como se fosse um exoesqueleto mágico.
― Sabe dragão, até hoje eu procurei respostas para o sentido da minha vida, minhas origens, meus pais. Mas agora nada disso importa mais... ― declarou Helm a pleno pulmões abrindo as duas palmas de suas mãos na direção do dragão expelindo uma enorme bola de fogo negro contra ele.
Dourado Implacável usando toda sua força de vontade e o poder mágico inerente de sua raça reverteu à magia de Helm sobre ele mesmo, e assim e a bola de chamas explodiu Helm nada sofreu, pois era imune aos efeitos da energia negativa ao contrário do templo que foi totalmente pelos ares com a devastadora explosão.
― Ao contrário de você, seu pai sempre protegeu as Ovoluns de caírem nas garras de tiranos e nunca em sua vida ele as usaria para benefício próprio. ― berrou o dragão através das chamas com sua voz gutural carregada de ódio e chamas enquanto caminhava na direção do vulto sombrio.
Helm sentiu como que se houvesse sido perfurado por uma montanha ao ouvir falar sobre seu pai.
― Do que é que você está falando? Acha que eu me deixarei dominar por suas mentiras? Você não sabe nada sobre meu pai, você não conhece minhas origens, só quer a Dark Ovolun. Morra dragão miserável! ― berrou Helm disparando velozmente na direção do dragão enquanto que sobre suas mãos projetava-se uma magnífica espada bastarda de lâmina negra.
Mas Helm foi arremessado violentamente para trás ao encontro da estátua assim que o dragão varreu tudo ao redor com um terrível golpe de sua cauda.
Helm levantou-se com aparente dificuldade. Estava admirado com a perspicácia do dragão dourado. Seu corpo etéreo estava gravemente ferido e ele sabia que se continuasse a batalha provavelmente seria destruído, pois os ataques do dragão possuíam propriedades capazes de anularem sua proteção.
― Você é um oponente formidável Dourado Implacável, mas apenas um de nós sobrevivera hoje. Nem que para isso eu tenha de acabar com minha própria existência... ― declarou Helm enquanto que suas órbitas oculares vazias vibravam intensamente junto com todo seu corpo etéreo.
Dourado Implacável envolveu-se novamente sobre suas asas brilhantes e disse em alto e bom som:
― Este homem atrás de você Helm, foi o maior de todos os guerreiros arthanianos que já existiu. Ele dedicou sua vida a proteger seu povo das maquinações de seus inimigos e deu sua vida para derrotar Tirano Escarlate, o deus-dragão que há dois séculos atrás atacou este mundo com todas suas hordas nefastas. É decepcionante saber que homens como este, hoje existam apenas nas lendas do passado, mas antes de morrer ele deixou um filho. O nome deste guerreiro a sua frente é Elmer Castelo Cinzento, o campeão da Ordem Arthaniana... E seu próprio pai. ― disse o dragão.
Helm estarreceu...

Nenhum comentário:

Postar um comentário